Festival Fora do Eixo na abertura do #CongressoFdE

12 dez

Nesta segunda as 22h tem início a programação do Festival Fora do Eixo, uma noite com uma diversidade musical que perpassa raízes brasileiríssimas e espanholas, misturando-as em clima de celebração. O palco será no Studio SP Vila, na Vila Madalena. A programação conta com atrações como a Saravacalé (Esp/Brasil), com uma fusão musical entre Brasil e Espanha e suas culturas, expressando samba, bossa-nova e flamenco com energia e originalidade. Com diferentes influências e músicos heterogêneos, fazem uma mistura compacta revisando standards de temas autorais que combinam palos flamencos com ritmos brasileiros. Em seguida, sobe aos palcos Thiago DJ, da capital paulista. Radialista, Agitador Cultural e Promotor de Eventos, tem envolvimento em quase todos os setores da música underground da cidade de São Paulo, atualmente com as festas Punkadão e Ska-Funk, lembrando sempre de projetos passados como BRB, Supersound, Discopogo, Baile de los Locos entre outros.

No segundo dia do IV Congresso Fora do Eixo se inicia com uma dinâmica um diferente. As atividades migram para o Parque Ibirapuera, onde aprofundaremos os debates sobre temas que norteiam o cotidiano FDE, como as diferentes linguagens, conceitos, estruturas e projetos, dando continuidade ao acúmulo de construções organizadas durante os 6 anos de existência da rede. As reuniões serão abertas a todos os congressistas, seguindo o princípio de transparência radical que direciona a circulação de conhecimento dentro do circuito. Além de pautas temáticas, teremos encontros de outras redes parceiras como a Abrafin – Associação Brasileira de Festivais Independentes, da Unicult – Universidade da Cultura e do projeto Rede das Redes.

A partir das 14h30 daremos início, no Auditório Ibirapuera, às Conversas Infinitas: debates livres e extensos que compreenderão temas como ABRAFIN, Casas Associadas, Circuitos Regionais de Festivais Independentes, Clube de Cinema, Selos, América Latina, Agência Colaborativa, Letras, Software Livre, Palco FDE, Poéticas Visuais, HipHop FdE, Nós Ambiente, FEmininas, GurizadaFDE, Centro Multimídia, UniFDE, Distro, BancoFDE e GayFDE.

Das 19h as 22h acontece o Evento de Abertura, com uma rica mesa de debates composta por Leandra Leal (Teatro Rival), Andreia Gama (Fundaçao Vale), Eliane Costa (Petrobrás) Gaby Amarantos, Ivana Bentes (UFRJ), Cláudia Leitão (MINC), Sylvie Duran (FDE Latino), Maristela Fonseca (Conexão Vivo), Lenissa Lenza (Bancult), Marielle Ramires (Pcult), Carol Tokuyo (Unicult). Em seguida, agentes de todas as regionais apresentarão os respectivos balanços Fora do Eixo no ano de 2011.

Serviço Festival Fora do Eixo 2011 – 
12/12 – Segunda-feira
Studio SP Vila Madalena – 22h
Rua Inácio Pereira da Rocha, 170 – Vila Madalena

Saravacalé (Esp/Brasil)
Thiago DJ

Festival Fora do Eixo – especial #DomingoNaCasa

11 dez

Amanhã será um dia especial na Casa Fora do Eixo SP, Rua Scuvero, 282 – Liberdade. Com mais uma edição do projeto #DomingoNaCasa começa oficialmente o IV Congresso Fora do Eixo e o 3º Festival Fora do Eixo, que acontecem paralelos durante toda a semana, até o próximo domingo (18).

Para esta edição do #DomingoNaCasa foram selecionadas a dedos bandas representantes de todo o país. Abrindo os trabalhos na Casa Fora do Eixo São Paulo, teremos o DJ Luiz Valente com um set recheado de músicas brasileiras e suingue. Em seguida, o palco será ocupado pelas rondonienses Beradelia & In’água, banda que mistura sonoridades diferentes, com ritmos regionais à pegadas de rock, reggae e até de rap. Logo depois vêm, de Santa Catarina, Os Skrotes com sua mistura de muitos estilos executados com muita técnica e Da Caverna, com um legítimo rock’n roll catarinense.

Os próximos são os paulistanos da Hierofante Púrpura adubando o rock capenga, bunda mole e sem muitos nutrientes com maestria e personalidade, abraçando um experimentalismo poético e instrumental. Na sequência,  o som do carioca Lê Almeida, com guitarras fuzzy, redemoinhos psych, e melodias que se alojam em cada recanto do cérebro.  Com o público na vibe é hora da psicodelia eletrônica exexcutada ao vivo do Tigre Dente de Sabre, sempre acompanhada por projeções que dão o toque final. Depois é a vez do Oxe, uma das bandas expoentes do rock alagoano que propõe uma mistura de riffs de guitarra com percussão.

O tom muda com Slim & Thiago Beats, da própria capital, que surpreendem pelas experiências sonoras que ultrapassam as barreiras do rap, com batidas criadas ao vivo no palco. Do Pará, a última a se apresentar é Madame Saatan, com uma mistura de metal e blues com influências regionais, letras surpreendentes e performance explosiva.

Artes Visuais – projeto Cola Aqui

Ainda teremos a terceira edição do projeto Cola Aqui, uma Expo-Intervenção Internacional de Arte Urbana onde participam artistas que trabalham com stickers, posters ou lambes de diversos formatos e temas. Na sua última edição foram mais de 34 artistas que enviaram seu trabalhos do Brasil, Itália, França, EUA, Canadá, México, Alemanha, República Checa, Espanha e Austrália que marcaram presença entre as diversas artes espalhadas pelo local. Nesta edição, que conta com a co-produção da Fab Aliceda, temos como ideia principal, fechar a cozinha da casa intervindo com os trabalhos para nós.

Com isso tudo de programação fica o chamamento pra que você venha até São Paulo conhecer tudo o que vem acontecendo com essa rede que só tem a aumentar de proporções nos próximos anos. Quer construir tudo isso com a gente? Compareça!

Confira a programação!

11/12 – Domingo
Casa Fora do Eixo SP – 13h
Rua Scuvero, 282 – LiberdadeMadame Saatan (PA)

Cola Aqui! +
Slim & Thiago Beats (SP)
Oxe (AL)
Tigre Dente de Sabre (SP)
Lê Almeida (RJ)
Hierofante Púrpura (SP)
Skrotes & Da Caverna (SC)
Beradelia & In`água (RO)
DJ Luiz Valente (MG)

Programação completa do Festival Fora do Eixo

10 dez

A música independente é destaque em São Paulo durante oito dias, de 11 a 18 de dezembro, acontece a terceira edição do Festival Fora do Eixo com 42 atrações musicais espalhadas por diversos palcos da cidade,com entrada gratuita. O Festival Fora do Eixo é um projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura e Programa de Ação Cultural 2010.

Numa mistura de flamenco com samba, Brasil e Espanha, a banda Saravacalé faz show dia 12, segundo dia do Festival

Confira a programação completa!

11/12 – Domingo
Casa Fora do Eixo SP – 13h
Rua Scuvero, 282 – LiberdadeMadame Saatan (PA)
Slim & Thiago Beats (SP)
Oxe (AL)
Tigre Dente de Sabre (SP)
Lê Almeida (RJ)
Hierofante Púrpura (SP)
Skrotes & Da Caverna (SC)
Beradelia & In`água (RO)
DJ Luiz Valente (MG)12/12 – Segunda-feira
Studio SP Vila Madalena – 22h
Rua Inácio Pereira da Rocha, 170 – Vila Madalena

Saravacalé (Esp/Brasil)
Thiago DJ

13/12 – Terça-Feira
Studio SP Augusta – 22h
Rua Agusta, 591 – Centro

Macaco Bong (MT)
Pública (SP)
Cérebro Eletrônico (SP)
DJ Barata (DF)

14/12 – Quarta-feira
Grazie a Dio – 23h
Rua Girassol, 67 – Vila Madalena

Zinho Trindade (SP)
Loungetude 46 (SP)
Vaudeville (SP)
Casa Di Caboclo (SP)
DJ Haru (SP)

15/12 – Quinta-feira
Espaço Urucum – 23h
Rua Cardeal Arcoverde, 1598 – Vila Madalena

Semente de Vulcão (PE)
Linha Dura (MT)
DJ Mok (SP)

16/12 – Sexta-feira
Paço das Artes – 21h
Av. Universidade, 1 – USP

Vandaluz (MG)
Bandinha di da dó (RS)
Liss (SC)
DJ Big Bross (BA)

17/12 – Sábado
Centro Cultural Rio Verde – 23h
Rua Belmiro Braga, 119 – Pinheiros

Vitor Santana + Marcos Suzano
Vitoriano (CE)
Vejaluz (SP)
Discotecagem Radiofônica Independência ou Marte (SP)

Domingo – 18/12
Casa Fora do Eixo São Paulo – 13h
Rua Scuvero, 282 – Liberdade

Projota (SP)
Aeromoças e Tenistas Russas (SP)
My Midi Valentine (AL)
Ambulantes (SP)
Bicicletas de Atalaia (SP)
Visitantes (SP)
Hazamat (PB)
DJ Niggas (SP)

Serviço:

Festival Fora do Eixo 2011
Casa Fora do Eixo São Paulo, Centro Cultural Rio Verde, Grazie a Dio, Espaço Urucum, Paço das Artes, Studio SP (Augusta e Vila Mariana)
Dias 11 à 18/12
Entrada gratuita

Festival Fora do Eixo 2011 – Etapa Música

10 dez

Mais de 40 artistas se apresentam em uma semana de shows gratuitos; abertura do festival acontece dia 11, na Casa Fora do Eixo

A música independente é destaque outra vez em São Paulo. Durante oito dias – de 11 a 18 de dezembro – e com entrada gratuita, a terceira edição do Festival Fora do Eixo promove 42 atrações musicais e espalha-se em diversos palcos da cidade. Confira a programação completa.

São sete casas noturnas que abrigam o rap, a música instrumental, o rock, reggae, entre outros estilos representados através de bandas de 12 estados brasileiros. Entre elas, Cérebro Eletrônico, Macaco Bong, Pública, Loungetude 46, Aeromoças e Tenistas Russas, além de DJs como Barata (Criolina), DJ Haru e DJ Mok. As apresentações ocorrem na Casa Fora do Eixo, Studio SP Vila Madalena e Augusta, Grazie a Dio, Paço das Artes (USP), Centro Cultural Rio Verde e Urucum.

Composto por duas mulheres, uma brasileira e uma espanhola, a banda mistura flamenco com samba; dia 12, no Stúdio Vila

Sobre o Festival

O Festival Fora do Eixo é uma ação do Circuito Fora do Eixo. Projeto realizado com o apoio do Governo de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura, Programa de Ação Cultural 2010. Conta também com o do Auditório Ibirapuera/Itaú Cultural e Paço das Artes, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, localizado na Cidade Universitária. Tem parceria com Studio SP, Casa da Cultura Digital, Banco União Sampaio, Agência Solano Trindade, CUFA, Ser Urbano, Laboratório Fantasma, Cena Produções, Casas Associadas, Abrafin, Rede Música Brasil, Revista Noize e Toque no Brasil.

Em junho, ocorreu a etapa do Palco Fora do Eixo do Festival Fora do Eixo SP, com foco na linguagem das artes cênicas em geral. As duas edições anteriores foram realizadas em São Paulo em 2007 e 2010. Este ano, além da capital paulista, Belo Horizonte, Goiânia e Rio de Janeiro realizaram o Festival Fora do Eixo.

Serviço:

Festival Fora do Eixo 2011
Casa Fora do Eixo São Paulo, Centro Cultural Rio Verde, Grazie a Dio, Espaço Urucum, Paço das Artes, Studio SP (Augusta e Vila Mariana)
Dias 11 à 18/12
Entradas gratuitas

Como foi o Festival FdE Goiânia!

30 jun

O Festival Fora do Eixo Goiânia, que aconteceu no dia 25 de Junho, fez tremer as bases do templo underground Martim Cererê. O Fora do Eixo levanta a bandeira da variedade de estilos e já levou essa proposta para capitais como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e no último sábado, trouxe essa bandeira para a nossa querida rock city.

Das 18 bandas previstas para tocarem no Festival, duas faltaram: All Sharks Massacre e Aurora Rules. Então, foi rock da banda Overfuzz que deu boas-vindas para a galera.

A Overfuzz, que tem uma pegada “stoner”, não esperava se tornar uma banda chamada para tocar em festivais como o Fora do Eixo. Tudo começou um tanto que descompromissadamente, então o trio fez três demos e foi chamado para se apresentar no DCE da UFG. Quem curte a banda pode esperar por novidade! Os meninos da Overfuzz pretendem gravar mais duas novas músicas em agosto.

Os The Bohemians também marcaram presença no Festival, não só com a sua musicalidade, mas também com a sua expressão. A banda, que em menos de um ano já fez parceria com a Fósforo Cultural, já é bem conhecida e elogiada no meio underground. O quinteto já lançou 2 singles, 1 EP e tem bastante experiência com grandes festivais. Já tocaram no Grito Rock e no Covernation (como cover dos Strokes) neste ano.

Após os The Bohemians, a banda Antes do Fim levou o público à loucura com seu metal hardcore. O palco ficou impregnado da boa fúria presente no metal hardcore e a galera cantava em coro as músicas. A banda confessa estar satisfeita com o que tem visto durante seus shows, tudo resultado de muita união do grupo e da forte interação que eles tentam manter com o público.

Depois foi a vez do rapper Ivo Mamona mandar um “papo-reto” para a galera! O cantor goiano recebeu da platéia muito mais do que ele esperava. Todo mundo foi ao delírio quando ele e o Mc Dyskreto chamaram a galera para subir no palco ao som de “Na Periferia”, a música sensação de Ivo. Quase todos sabiam a letra e por isso acompanhavam a música com a maior das animações!

No camarim, encontramos os rappers, que diziam estarem muito satisfeitos com a resposta do público no Festival Fora do Eixo. Perguntamos qual foi a sensação de tocar para mais de 25000 pessoas no FICA e eles disseram que tudo foi um tanto inusitado, porém, uma experiência maravilhosa e gratificante.

Ivo Mamona e Mc Dyscreto, assim como no FICA, conduziram a galera do Fora do Eixo para o mundo do rap de forma divertida e interativa. Mc Dyskreto confessou-nos que muitos têm uma visão errada quanto ao estilo musical, aceitando a idéia de que “rap é periferia”. Falou também da importância do Festival em mostrar que a segmentação musical aos poucos será quebrada e que “a galera do rock gosta de rap”.

O rapper Kamau, que também estava no camarim, também comentou sobre a proposta do Festival e disse achar importante esse contato com vários estilos musicais. Participou do Fora do Eixo em São Paulo e está gostando de ajudar a representar o rap. “Rock, Hip Hop, Rap, musicalidade, tudo junto”.

A banda sul-mato-grossense Os Corleones também fez seu rock pra galera goiana. Com letras em português, que abordam temas como sexo, bebidas e a rapidez da vida, a banda, cujo nome é inspirado no filme O Poderoso Chefão, teve grande aceitação por parte do público local. Foi grande a animação com o beat rock sessentista da banda, influenciado pelos consagrados The Who, Beatles e Rolling Stones.

Os brasilienses também marcaram presença. Tivemos duas bandas de Brasília no Festival: Brown-há e Besouro do Rabo Branco. Os integrantes do Brown-há revelaram estar satisfeitos, pois a expectativa para o Festival foi grande. Fizeram seu som e, definitivamente, agradaram a galera. E o aspecto teatral do Besouro do Rabo Branco foi surpreendente! O vocalista era um tanto caricato, trajando saias, óculos escuros e com uma garrafa de vinho na mão. E além do figurino inovador, a banda trazia letras politizadas, como “será que o diabo inventou o deputado?”.

Outra atração que subiu no palco foi a banda Gloom, que também marcou presença no FICA, abrindo o show de Manu Chao para uma multidão de 30000 pessoas. A banda está ganhando cada vez mais destaque com o clipe “Tic Tac”, gravado em São Paulo, e a parceria com Móveis Coloniais de Acaju. O show de sábado surpreendeu os integrantes, aliás, os shows sempre os surpreendem, com a galera concentrada o tempo todo e curtindo o ritmo peculiar de Gloom.

E agora, sem desmerecer as demais bandas, mas ficou claro que o clímax do Festival foi o show da Banda Uó. O trio virou o centro das atenções e tinha até fã-clube grudado no palco durante o show. Roupas representativas e coloridas, expressão facial, gestos, dança sincronizada e, o principal, o Eletrobrega! Tudo isso que foi citado descreve direitinho o que é a Banda Uó, que tem sido sucesso, principalmente com o Hit “Shake de Amor”, cujo clipe tem mais de 120000 views no Youtube. O show não atraiu somente os fãs: quem curtiu foi desde o metaleiro ao rapper. Isso mostra mais uma vez que a barreira do preconceito musical deve ser quebrada. E aguardem, pois a banda promete lançar um EP com 5 músicas.

Depois do alvoroço causado pelo show da Banda Uó, o pessoal recebe os rocks da banda Evening, Mugo, Hellbenders e Rollin Chamas. E pra fechar, entra em cena o aguardado rapper paulistano Kamau.

O rock pesado da banda Mugo é sempre muito bem recebido pelo público. A banda sempre propicia as melhores rodinhas de Hardcore e desta vez não foi diferente, mesmo com o vocalista machucado. Muita gente batendo cabeça e mergulhando na zona de mosh! Em setembro tem coisa nova saindo: o segundo álbum da banda, “The Overwhelming End”. E, como diz a letra, “Blood and Soul. MUGO!”.

Mesmo com o pessoal já cansadíssimo, não faltou platéia nem animação pro show do Hellbenders e do Rollin Chamas. A galera vai ao delírio, a galera fecha os olhos e entoa as músicas!

Rock Stoner, Rock pesado, Rock Alternativo, ou apenas o velho Rock, Coco de Folia, Eletrobrega, Rap… Foi essa linda colcha de retalhos que cobriu o Centro Cultural Martim Cererê na noite de Sábado, foi essa salada de ritmos que saboreou a boca da galera!

O Paralelo Mundi conversou com a banda Rollin Chamas no Fora do Eixo, confira aqui na íntegra essa entrevista exclusiva!

Fotos: 4° dia do Festival FdE SP – Etapa Palco

28 jun


A programação envolveu a ação Cabaré, do Palco Fora do Eixo, com intervenções teatrais, shows e projeções. Confira todas as fotos.

Fotos: 3° dia do Festival FdE SP – Etapa Palco

27 jun

Durante o 3° dia de Festival Fora do Eixo SP – Etapa Palco, foram realizadas as seguintes atividades: Oficina de Gestão com Ana Paula Galvão, apresentação do espetáculo Desterro, do Coletivoce e shows com as bandas argentinas Tamboorbeat (Arg) e La Madre Del Borrego (Arg) no Pub da Casa Fora do Eixo SP. Veja todas as fotos aqui!